Que tipo de locutor você é?

Que tipo de locutor você é?

Isso acontece porque cada tipo de locução ajuda a atingir um objetivo. Aquelas que querem vender um produto, por exemplo, buscam atrair a atenção de clientes. Já uma locução que quer passar a sensação real de uma história, busca emocionar o ouvinte.

E pelo fato dos locutores incorporarem verdadeiros personagens na hora de usar a voz, é possível perceber os diferentes tipos que existem.

Se você quer saber qual tipo de locutor você é, confira a seguir as características de cada um deles e descubra aquela que faz seu estilo.

O narrador

Ele é capaz de interpretar cada palavra, de modo que é impossível não se emocionar. Muitas vezes pode até parecer que o narrador é o próprio personagem, de tão boa que é a interpretação.

Esse tipo de locutor “dramatiza” o texto com a capacidade de um ator.
Um exemplo bem comum desse tipo de locução é encontrado nas radionovelas. Além disso, há rádios que usam o estilo narrador quando contam histórias selecionadas de ouvintes, por exemplo.

O narrador geralmente recebe ajuda de elementos como:
– Trilha sonora (músicas que variam de acordo com os acontecimentos da narrativa)
– Músicas com letras românticas
– Efeitos como passos, batidas, chuva, vento etc.
– Esses elementos ajudam a criar o cenário onde se desenrola a cena.

O locutor esportivo

Esse tipo de locutor está entre os mais conhecidos. Usando a voz com empolgação e entusiasmo, ele transmite o acontecimento no calor do momento, exatamente no instante em que as coisas estão acontecendo.

Por isso, a agilidade e o improviso são características marcantes nesse caso, que dispensa qualquer script.

O locutor esportivo é capaz de gerar empatia ou antipatia do ouvinte, justamente porque esse tipo de locução é tão imediata, que o locutor pode emitir uma opinião da qual o ouvinte discorde. Como por exemplo, vibrar com mais entusiasmo pelo gol de um time e ser mais “muxoxo” com o outro.

O apresentador

O tipo apresentador precisa ser bastante versátil e saber transitar com facilidade sobre diferentes assuntos, na hora que for preciso abordá-los.

Sendo uma das vozes principais de um radiojornal – ou até mesmo a única -, ele precisa passar credibilidade a quem o ouve. E, para isso, é necessário bem mais do que empostar a voz: é vital ter domínio sobre o assunto.

Além disso, o apresentador precisa ser mais formal do que o tipo esportivo, por exemplo, caso o perfil do programa exija isso.

Suas funções envolvem desde apresentar um programa até mesmo a ler notícias ou informar os ouvintes sobre o que está acontecendo no mundo.

O vendedor

Bem comum em centros comerciais ou supermercados, esse é o tipo de locutor que quer vender a imagem de um produto ou serviço.

É ele quem indica as promoções e descontos que você não pode perder, além de novidades que você precisa conferir.

Esse estilo é camarada e está ali para ajudar você a ficar por dentro daquelas que seriam as melhores vantagens. Ele é carismático, fala abertamente de valores e formas de pagamento.

O conselheiro

Esse tipo de locutor é aquele que, mais do que vender algo, quer ajuda você. Ele compartilha informações para mostrar o quanto tem propriedade no assunto. Dessa forma, ele vai ganhando credibilidade para orientar você em relação a um determinado assunto.

Por mais que ele também queira vender algo, a estratégia usada é bem diferente. Isso porque o conselheiro vai colocar o produto ou serviço como algo pronto para atender suas necessidades. E, para isso, ele te dá conselhos sobre como esse item pode ser útil.

O publicitário

Este tipo de locutor é aquele que abraça uma marca. Diferentemente do vendedor, que fala de diversas opções, o publicitário vai colocar as vantagens da marca que ele oferece como a melhor em relação aos concorrentes.

Seu objetivo não é vender um produto e sim vender o produto. Ele geralmente é a voz por trás de comerciais veiculados na televisão, internet e rádio. Seu estilo vai depender de cada peça publicitária e pode ir do espontâneo ao sério.

Não há uma regra. Ele pode apenas vender as vantagens da marca, evitando falar de valores, ou até mesmo falar de promoções.

O entrevistador

Empático e contagiante ou até mesmo sério e direto. O locutor desse tipo pode tanto se moldar ao estilo do entrevistado quanto ser ele próprio a “grande figura”, como é o caso de apresentadores famosos.

Se ele for um entrevistador do primeiro caso, o foco será o entrevistado. No entanto, caso o próprio entrevistador tenha certa fama, a entrevista vai ser focada na interação entre os dois.

Mas, independentemente da forma, esse estilo de locução se baseia em uma conversa que busca levar ao ouvinte informações sobre uma determinada pessoa ou assunto. Por isso, o entrevistador se baseia no formato de perguntas e respostas.

Muitas vezes o trabalho que você está fazendo é que vai dizer o tipo de locutor que você é. Por isso, pode ser que você se identifique com mais de um tipo, justamente por conta da versatilidade que o seu portfólio por de apresentar.

Conhece algum outro tipo de locutor que não citamos nesse artigo? Então, não se esqueça de compartilhar através dos comentários. E aproveite também para contar com qual dos tipos de locutor você mais se identificou.