Cuidado com as fake news na sua web rádio

Cuidado com as fake news na sua web radio

Fake News é a distribuição de notícias falsas ou boatos via jornal impresso, televisão, rádio, ou através das mídias online. A essência desse tipo de notícia é enganar os leitores, seja para obter ganhos financeiros ou políticos, fazendo isso muitas vezes através de manchetes sensacionalistas, exageradas ou evidentemente falsas. Estas notícias apresentam títulos atraentes e são inteiramente formatadas com o objetivo de aumentar o número de leitores, de compartilhamento e as taxas de clique do site ou perfil.

As notícias falsas também prejudicam a cobertura profissional da imprensa e acaba tornando mais difícil para os jornalistas a cobertura de notícias significativas. O termo “Fake News” pode ser recente, mas a “desinformação” tem um contexto histórico. A produção intencional de conteúdos com intuito de confundir os consumidores existe há séculos.

Grande parte das Fake News tem base em fatos verdadeiros, e as “notícias falsas” tratam de enquadramentos equivocados, com motivos de cunho político, econômico e ideológico.

Por que as Fake News são tão perigosas?

Normalmente o objetivo de uma Fake News é criar uma polêmica em torno de uma situação ou pessoa, denegrindo da sua imagem. Por ter um teor bastante polêmico e apelativo, as Fake News atraem a atenção das pessoas, principalmente quando se trata da parte da população que está iniciando no mundo digital.

Dessa forma fica fácil transformar esses conteúdos falsos em “armas” ilegais contra algo ou alguém. A política é bastante influenciada pelas notícias falsas que, frequentemente são usadas com o objetivo de denegrir a reputação de determinado candidato, forçando a perda de potenciais eleitores.

As redes sociais são hoje a maior fonte de notícias para os brasileiros e pesquisas demonstram que a tendência é aumentar. Essa realidade mostra que a repercussão de uma notícia falsa pode atingir e influenciar inúmeras pessoas em pouco tempo e gerar prejuízos morais e financeiros aos denegridos. Apesar de ser menos visível, as Fake News prejudicam todas as pessoas, mesmo as não famosas.

Como identificar fake news?

A Federação Internacional das Associações e Instituições Bibliotecárias (IFLA) publicou recentemente uma lista de dicas com o intuito de ajudar os leitores a identificarem as notícias falsas:

⦁   Analise a fonte da informação e tente compreender o objetivo da mídia que a publicou, observando outras publicações do site.
⦁   Procure ler a história completa.
⦁   Cheque os autores, verifique se eles realmente existem e se são confiáveis.
⦁   Encontre outras fontes que confirmem a notícia.
⦁  Verifique a data da publicação. Veja se a história ainda é relevante e se ela está atualizada.
⦁  Questione se o texto pode ser uma sátira.
⦁  Verifique se seus preconceitos podem estar afetando o seu julgamento em relação à notícia.
⦁  Procure a confirmação da notícia através de pessoas independentes e com conhecimento.

Existem algumas instituições que se propõem a checar notícias e julgá-las como falsas ou verdadeiras. O Facebook mesmo já se comprometeu a ajudar seus usuários a identificar as notícias falsas e incluiu em sua plataforma em diversos países, uma seção com dicas sobre como reconhecer notícias falsas.

Os leitores também estão se tornando mais céticos e atentos: cada vez mais as pessoas buscam verificar os fatos antes de aceitar como verdade, e cerca de 70% dos leitores evitam compartilhar informações por receio de que a notícia possa ser falsa.

Por que o cérebro tem facilidade para aceitar ‘Fake News’

De acordo com os pesquisadores americanos, a tendência natural do cérebro humano é aceitar com mais facilidade as informações que confirmam as crenças pré-existentes, e repelir ou ignorar aquelas que desafiam suas opiniões.

Essa inclinação é conhecida pela ciência como viés de confirmação, considerada um dos motivos pelos quais as Fake News são tão apelativas e se espalham mais rápido do que informações verdadeiras.

Notícias falsas se espalham com mais facilidade nas redes sociais. Elas geralmente apelam para o lado emocional, ou estimulam algum objetivo político, reforçando ainda mais as crenças nesse fato noticiado. É isso que leva a serem compartilhadas com frequência, sendo comentadas sem nem mesmo uma checagem das fontes de fatos das notícias por parte dos usuários.

Senso crítico é arma para combater ‘fake news’

Não cabe somente ao jornalista o dever de combater as Fake News, é necessário apostar em uma “educação midiática”, que faça com que a sociedade questione o conteúdo que é veiculado, tanto pelos grandes meios de comunicação quanto pelos veículos menores.

A popularização de sites que produzem conteúdos, muitos deles hospedados de maneira anônima, e a consequente falta de editores conhecidos, ajudam a disseminar a propagação das Fake News e torna cada vez mais difícil a acusação dos autores por calúnia.

A principal forma de detectar as informações falsas é através da educação virtual. Mas esse tipo de “alfabetização” precisa contar com o empenho de diversos setores da sociedade, para evitar que as Fake News tumultuem a sociedade. Essa é a educação digital que precisa ser usada para fortalecer a liberdade de expressão e o uso da internet de forma democrática e consciente.

Além disso, é preciso que sejam criadas políticas públicas de conscientização da população e ainda, leis que penalizem os responsáveis pela criação das notícias falsas intencionais.

Fake News nas web rádios

Você que tem uma rádio online, precisa tomar muito cuidado para não disseminar informações falsas aos seus ouvintes.

Imagine você repassando aos ouvintes uma notícia que não é verdade e depois essa informação é desmentida em outra mídia. Não vai “pegar” nada bem, né? A credibilidade é o ponto chave para o sucesso da sua web rádio. Então anote todas as dicas citadas acima, pois elas também são válidas para a sua web rádio. Elas evitarão que você reporte inverdades ao seu público.

Com isso você sempre levará para sua audiência as informações mais apuradas, imparciais e de fontes confiáveis. Um conteúdo de qualidade e principalmente confiável, só agregará valor à sua web rádio, pois dará mais credibilidade e o seu ouvinte saberá que pode confiar na sua web rádio para receber as melhores informações sempre.

Leve sempre o melhor conteúdo para sua audiência e ela será fidelizada!

Ainda não criou a sua web-rádio? A BRLOGIC tem a solução perfeita para você! Além de streaming de áudio, você terá o site administrável mais completo do Brasil, câmera no estúdio, aplicativo de rádio e muito mais. Clique aqui e teste por 10 dias grátis, sem compromisso!